AVISO:
Informamos a nossos visitantes que todo conteúdo deste blog foi migrado para o endereço abaixo:

http://saudecanaldavida.blogspot.com.br/

Dentro de poucos dias esse endereço: http://www.caldeiraodesaude.com/,deixará de funcionar.

Para continuar lendo a notícia clique em: Read the rest of this entry » no final de cada artigo.

quarta-feira

Hipertensão: Mitos e verdades.

Fonte:www.emex.com.br
Tudo o que você precisa saber sobre a pressão alta e os grupos de risco. Confira!A pressão alta já é considerada uma epidemia mundial. Mas há grupos que estão mais expostos aos riscos e precisam de maiores cuidados. Entre eles estão idosos, indivíduos da raça negra, mulheres após a menopausa e grávidas. As razões são diversas - e vão desde a constituição genética a até fatores fisiológicos e orgânicos.

Confira a seguir os mitos e verdades discutidos por especialistas sobre o assunto.


CRIANÇAS E ADOLESCENTES


Só é recomendado a medição de pressão a partir dos 15 anos
.
MITO. Atualmente, considera-se obrigatória a medida da pressão arterial a partir dos três anos de idade, anualmente, ou antes dessa idade, quando a criança apresentar antecedentes neonatais, doenças renais, ou fatores de risco familiares.

A medida considerada normal para esse grupo é diferente da dos adultos
.
VERDADE. A pressão média na infância costuma ser de 70 por 40 e vai aumentando com o crescimento até chegar a 120 por 80 na vida adulta. Na infância e adolescência têm-se como pressão arterial normal valores de medida abaixo de 90, tanto para pressão sistólica como para a diastólica. Números entre 90 e 95 estão inseridos na faixa normal limítrofe, e acima de 95 definem o diagnóstico de hipertensão arterial se confirmados em três ocasiões diferentes.

Maus hábitos atingem em cheio a saúde dos jovens
.
VERDADE. Os relatos clínicos demonstram importante associação entre excesso de peso e pressão elevada principalmente nos adolescentes. A ingestão de álcool, o uso de drogas (particularmente a cocaína) e a utilização de anabolizantes e anticoncepcionais orais devem ser considerados como possíveis causas de hipertensão arterial nessa faixa etária.

Considera-se hipertensão na gravidez quando o nível da pressão arterial for maior ou igual a 140/90 mmHg
.
VERDADE. Mas há parâmetros específicos para estabelecer a gravidade do mal com base na variação das pressões sistólica e diastólica.

A pré-eclâmpsia é a principal causa de morte materna no Brasi
l.
VERDADE. A incidência em nosso país é de cerca de 10%, segundo o Consenso Brasileiro de Cardiopatia e Gravidez. Mas a causa desta manifestação permanece desconhecida.

RAÇA NEGRA

Ao corrência da hipertensão em indivíduos negros é mais elevada que na população em geral.
VERDADE. E também se manifesta com maior gravidade. Além disso, o controle é mais difícil, devido a fatores genéticos.

MULHERES


Elas são candidatas naturais à hipertensão na menopausa pela perda da produção do hormônio estrógeno.
PROVAVELMENTE. É possível que a produção natural dos hormônios femininos influencie. Quando cessa essa produção, na menopausa, o problema é agravado. Entretanto, a reposição artificial dos hormônios não se tem mostrado capaz de reduzir a morbidade e mortalidade por doenças cardiovasculares nas mulheres submetidas ao tratamento de reposição hormonal.

A utilização de anticoncepcionais orais deve ser evitada por mulheres com mais de 35 anos e por obesas
.
VERDADE. Embora não haja uma contra-indicação formal, os consensos brasileiros de hipertensão recomendam a suspensão, devido ao maior risco desse grupo desenvolver o distúrbio.

O ginecologista só deve se preocupar com o exame feminino de rotina
.
MITO. A consulta ginecológica deve incluir obrigatoriamente a medida da pressão arterial, especialmente nas pacientes que utilizam contraceptivo hormonal. Se for diagnosticada efetivamente a doença, o anticoncepcional oral deve ser imediatamente suspenso.

Fonte: Uol Saúde

DICA DA NUTRICIONISTA:

Alimentos embutidos como salsicha, linguiça, presunto e carne seca têm alto teor de sódio, por isso seu consumo deve ser moderado
.

Veja sempre as informações nutricionais: alimentos com grandes quantidades de sódio prejudicam a saúde e se consumidos frequentemente, podem levar a problemas de pressão.

- O estresse prejudica muito o controle da pressão;
- O fumo contribui para que a pressão seja aumentada;
- Pratique exercícios físicos regularmente: Caminhada de 30 minutos diários já ajuda
.


Recomende para um amigo clicando aqui...               

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações de página